Programador X Digitador de código

Aviso importante!

Eu sei que você não quer ver propagandas, porém o conteúdo gratuito só está aqui graças a publicidade. Considere desativar o AdBlock para esse site.

Devido a grande quantidade de informação e principalmente aulas sobre desenvolvimento, tanto web quanto desktop, muitas pessoas estão estudando cada vez mais sobre o assunto. E isso é muito bom, não fosse pelo simples motivo que nem todos que estudam sobre o assunto vão se tornar desenvolvedores de verdade.

Estou falando dos "digitadores de código". Mas será que eles existem mesmo? Vamos falar um pouco sobre isso no vídeo de hoje, confira e opine sobre o assunto.

Sobre o autor

Ricardo Bernardi

Sou técnico em hardware e desenvolvedor web, e sobre estes dois assuntos comecei a compartilhar aulas e artigos, tornando-me blogueiro em 2008. Em 2010 esse hobby virou profissão, e desde então tenho buscado melhorar e profissionalizar cada vez mais os projetos que mantenho na web.

Comentários

Atualmente temos 17 comentários para este post. Participe você também, clique aqui e comente sobre o assunto.

  • Alessandra comentou em

    Primeiramente, meus parabéns! Não apenas pelo vídeo, mas pelo blog.

    E eu gostaria de aproveitar e perguntar, qual o tempo em média que um iniciante leva para passar do nível de digitador de código para desenvolvedor. Isso varia de pessoa pra pessoa?

    Responder
      • Tiago comentou em

        Eu diria mais tem pessoas que tem dificuldade de aprendizado não que não consiga aprender mais tem uma leve dificuldade para o aprendizado, enquanto outras tem uma maior facilidade para aprender seria algo como N para N fatores sobre o assunto do aprendizado. eu mesmo eu sei programar e sei fazer sistemas sem a utilização de nenhuma influencia alem do meu conhecimento, mas eu não consigo trabalhar direito com objetos nas programações por isso digo que é um caso muito variável e depende de N fatores mais a satisfação e os resultados sempre com pensão para quem pretende seguir esse ramo de atividade.

        Responder
  • Rodrigo Inhaia comentou em

    Ricardo,
    Muito bom o vídeo, me fez pensar na minha real situação...
    Quando fiz meu primeiro curso voltado à área da programação eu gostei muito da área e na época praticava muito, desenvolvendo pequenos algorítimos de dúvidas que me surgiam no dia-a-dia. Mas como meu trabalho como Gestor de TI de uma empresa do ramo jurídico na época não era focado em programação fui deixando de lado...Cada vez praticando menos! Hoje atuo em uma empresa de desenvolvimento de sistemas mas como analista de negócios, então identifico diversas necessidade destes cliente e tento transformar estas nem sistemas...(Apenas para praticar e não perder o contato), porém me peguei fazendo o que você colocou no vídeo, digitando código ao invés de desenvolver...E com isso perco muito mais tempo procurando trechos de códigos prontos do que se eu realmente pensasses, já que a regra do negócio eu entendo...E tudo isso por preguiça de parar e pensar!

    Responder
  • marcos1904 comentou em

    você nasceu sabendo, interessante, eu tenho 32 anos em programação, no tempo que nem se existiam didaticas além de faculdades caras ou for ada realidade mundial.
    como eu aprendi c++, clipper, cobol, hmg-minigui? sozinho, e foi muito dificil, depois quando já estava batido achei um ser que me deu os caminhos das pedras, e as coisas se tornaram mais fáceis, não me considero um digitador de códigos, mas acho super interessante que pelo menos em vídeos alguem possa entender um código como funciona e se funciona mutávelmente.
    ir para uma escola aprender a cada sistema é ridiculo sim, mas pense em alguem que só houve falar e ao tentar entrar em algo só vê picaretas ou tecnólogos que tem medo ou não sabem compartilhar o que aprenderam, a não ser é claro que nasceram gênios com algo diferente da gente.
    Gosto de discutir problemas, crio-os até para me testar, mas se não se tem ao menos um início para poder mudar, deletar, etc, fica bem complicado e com isso a antes maldita reserva de mercado existe no brasil do collor pode estar voltando.

    Responder
  • Realmente Ricardo isso ocorre e muito em nosso mercado. Em um fórum esses dias o cara queria fazer um sistema de banner randômico onde a cada visita muda-se o banner para outro cadastrado. Começamos a perguntar qual linguagem ele conhecia, qual o conhecimento dele para auxiliar. Mas o mesmo não tinha experiência nenhuma, mas mesmo assim queria uma solução rápida para o problema pois tinha que entregar o trabalho em uma semana.

    Neste caso se nota que o cara só estava buscando maneiras fáceis de adaptar aquela função ao sistema. Pra mim isso é o mesmo que construir aviões de gravetos e esperar que eles voem magicamente.

    Você deve sim estudar e muito se quer fazer a diferença trabalhando com web ou desktop.

    Outra coisa aproveitando a deixa, pode me dizer que programa usa para criar as aberturas de seus vídeos e onde consegue essas trilhas sonoras?

    Responder
  • Meus parabéns pelo excelente post.

    Em seu vídeo o que eu mais gostei foi do fato de você deixar claro que existe um problema e a solução para este problema.

    Um digitador pode sim virar um desenvolvedor.

    Um dos maiores problemas que vejo em muitos grupos é o fato de as pessoas ficarem apontando os defeitos e usando isso para fazer chacota, mas se esquecem de ajudar. Penso que, se não for para ajudar não se deve nem ao menos opinar.

    Mesmo assim meus parabéns novamente.

    Responder
  • Realmente muito bom!
    Eu me considero algo que transita entre um e outro... (primeiramente sou Front aprendendo JS) e consigo muito bem planejar e raciocinar antes de começar a escrever o código (do Back), mas justamente nessa etapa é que busco alguns conselhos e ajudas.
    Por isso me considero um aspira a programador. rs

    Responder
  • Cesar Carvalho comentou em

    Ricardo muito esclarecedor, espero q todos que viram o video saibam agora o realmente existe por trás dos desenvolvedores profissionais......

    Responder
  • Daniele comentou em

    Olá Ricardo,

    Desde q me inscrevi em seu canal, ñ perco uma única matéria sua, pois vejo q utiliza a experiencia pra nos alertar,,, este video por exemplo, era tudo q eu precisava ouvir, na verdade já até sabemos disso, é como auto ajuda, é preciso sempre alguem pra dar aquele empurrãozinho, admiro muito seu trabalho.

    Grande abraço

    Responder
  • Cornélio José Wiedemann comentou em

    realmente muito interessante
    ja compartilhei para meus colegas, do forum, do trabalho e da escola

    valeu amigao

    Responder
  • Rogério comentou em

    Gostei do vídeo. Eu gostaria de umas dicas para me tornar programador de verdade.
    Sou técnico de TI e já estudei bastante sobre desenvolvimento, porém nunca fiz nada profissionalmente. Como posso levar isso como profissão? Devo começar como programador júnior? Já deixei currículos em alguns lugares, mas fui ignorado =(

    Responder
  • Ricardo (chará) comentou em

    Realmente Ricardo, o assunto abordado é bem importante para pessoas que estão no inicio da sua capacitação na área de desenvolvimento acho que principalmente pela ideia do retorno financeiro a curto prazo. A final querem apenas ganhar dinheiro e entender mais sobre as funcionalidades do sistema pode custar tempo de mais então é mais prático escrever o código na "vida louca".

    Responder

Deixe seu comentário