Piores erros que um desenvolvedor pode cometer

Aviso importante!

Eu sei que você não quer ver propagandas, porém o conteúdo gratuito só está aqui graças a publicidade. Considere desativar o AdBlock para esse site.

Olá developers, tudo bem com vocês?

No artigo de hoje eu quero falar sobre alguns erros muito comuns, cometidos principalmente por iniciantes, no mundo do desenvolvimento. Não entenda este post como uma retaliação, muito pelo contrário, use as dicas a seu favor e evite cometer erros como os que serão citados a seguir.

Pular etapas na formação profissional

Eu sei que quem está no início quer chegar logo ao final de seu estudo, porém tem gente que pensa: não vou fazer esse curso, depois eu me viro. Se você tem essa mentalidade do "depois me viro", sugiro que repense seus conceitos.

A formação de um developer é coisa séria, e pode ter certeza de que cada etapa pulada fará falta um dia, cedo ou tarde.

Achar que não precisa mais estudar

Você não precisa ficar fazendo tudo quanto é curso a toda hora, mas não deve simplesmente parar no tempo. Não preocupe-se tanto com tecnologias novas, mas não ignore-as. Quando você estiver seguro de que sabe o suficiente para trabalhar neste mercado, dedique ao menos meio dia por semana para ler, estudar, ver vídeos ou qualquer outra coisa que possa ser útil em seu trabalho.

A única coisa que você não pode esquecer é: um desenvolvedor NUNCA termina sua formação.

Achar que existe curso pra tudo

As vezes eu chego a rir alto com alguns emails que recebo de pessoas procurando por cursos inimagináveis.

Ponha uma coisa na cabeça: você precisa aprender desenvolver com a sua lógica, não com a dos outros. Isso quer dizer basicamente o seguinte: se eu lhe ensinar a criar um cadastro com NOME, EMAIL e FONE, quando você precisar criar um cadastro com USUÁRIO, SENHA e EMAIL você tem que saber criar.

Não adianta ir no Google e procurar um "Curso para criar um sistema para a padaria do Manoel" (e olhe que eu já vi muito disso). Uma vez que você aprendeu as operações básicas com banco de dados, o resto é lógica e depende só de você.

Não saber interpretar erros

Quando você estiver aprendendo uma linguagem, a primeira coisa a ser feita quando um erro acontecer é aprender a interpretar o mesmo. Infelizmente uma tela de erro é sinônimo da seguinte operação para muitos:

  1. Tirar um print da tela ou copiar a mensagem de erro.
  2. Postar em um fórum, blog ou mandar por email pra alguém.
  3. Sentar na frente do PC e ficar dando F5 na tela esperando a resposta.

Tente evitar isso ao máximo, pois 99% dos erros são originados pela SUA falta de atenção, erros de digitação, etapas puladas ou esquecidas e por aí vai.

Agora vou falar uma coisa como professor (instrutor pois não tenho título acadêmico): não tem nada mais irritante do que receber um email de um erro, e de cara ver que foi porque o aluno digitou algo errado ou esqueceu de algum comando. E olha que nós que produzimos aulas sabemos muito bem quando isso acontece.

Portanto, próxima vez que se deparar com algum erro, interprete o mesmo e busque a solução, isso também é estudar. Se a linguagem em questão for PHP, leia este post.

Copiar código fonte

Antes de mais nada quero deixar bem claro que copiar código fonte não é errado, DESDE QUE VOCÊ SAIBA O QUE ELE FAZ. Se você não sabe programar, aprenda antes de pegar funções prontas (ou sistemas inteiros) e depois enviar um email pro Ricardo dizendo que "o sistema tá cheio de bug, você pode me ajudar?".

Não estou aqui defendendo a ideia de que tudo precisa ser criado, mas de que você precisa saber o que o código faz em cada linha e não só no contexto final.

Não ler a documentação

Esse é grave, e tem desenvolvedor que até hoje nunca leu uma documentação... pense comigo, quem é o melhor instrutor para lhe ensinar sobre uma tecnologia? Não seria o próprio criador da tecnologia?

Então porque diabos você não lê a $#%&@ da documentação oficial?

Pra você ter uma ideia do "poder" de uma documentação oficial, saiba que TODOS os cursos "para iniciantes" aqui do site foram produzidos tendo como base somente as documentações dos fabricantes. Acho que agora eu convenci você, ou ainda não?

Não usar controle de versão

Apesar de ser uma prática ainda não muito seguida, pode ter certeza que a vida de um desenvolvedor se divide em antes e depois do controle de versão. Não importa que tipo de protocolo ou software você vai usar (eu indico o GIT), desde que use.

O controle de versão, aumenta consideravelmente a produtividade (principalmente em testes) e também a confiabilidade de seus projetos, uma vez que é possível saber tudo que já foi feito/modificado e ainda regredir o código fonte quando necessário. Se o assunto é trabalhar em equipe em um mesmo projeto então, inexiste a possibilidade de fazer isso sem controle de versão.

Conclusão

Esta é minha opinião, espero que este artigo ajude você que está iniciando no mundo do desenvolvimento.

Sugestões, opiniões e reclamações são bem vindas nos comentários, só não vale xingar a mãe... participe!

Sobre o autor

Ricardo Bernardi

Sou técnico em hardware e desenvolvedor web, e sobre estes dois assuntos comecei a compartilhar aulas e artigos, tornando-me blogueiro em 2008. Em 2010 esse hobby virou profissão, e desde então tenho buscado melhorar e profissionalizar cada vez mais os projetos que mantenho na web.

Comentários

Atualmente temos 6 comentários para este post. Participe você também, clique aqui e comente sobre o assunto.

  • Dante comentou em

    Muito bom o artigo.
    Realmente, se for copiar código fonte (principalmente PHP) é bom ler tudo do começo ao fim e entender, eu faço isso e sempre que dá erro ou não funciona consigo resolver.

    Responder
  • Carlos Alexandre Zancki Encine comentou em

    Artigo muito bom, todo iniciante deveria lê-lo antes de começar seus estudos

    Responder
  • Keven Jesus comentou em

    Otimo artigo Ricardo eu tinha uma mentalidade de que tudo precisa de curso, vou te dar um exemplo um rapaz bastante inteligente lançou um curso famoso de jQuery e eu tinha muita vontade de aprender só que não tinha condições de compra-lo e minha ansiedade foi tão grande que despertou minha força de vontade somente entrei no api.jquery.com e 90% do curso dele eu aprendi lá e fora outras coisas, depois comprei o curso e somente apliquei algumas técnicas básicas de estrutura para você ter uma ideia ...

    Hoje em dia uma API vale ouro, costumo olhar primeiro tudo na fonte e em 3º plano pesquisar no Google.

    Responder

Deixe seu comentário