Frameworks - Quando começar a usar

Aviso importante!

Eu sei que você não quer ver propagandas, porém o conteúdo gratuito só está aqui graças a publicidade. Considere desativar o AdBlock para esse site.

Que os frameworks são uma "mão na roda" na hora de desenvolver um projeto quase todo mundo já sabe, mas muitos, principalmente iniciantes, não sabem a hora certa de começar a usar este tipo de "ferramenta".

A fim de tentar esclarecer essa dúvida, fiz um vídeo com minha opinião sobre o assunto. Caso você tenha um ponto de vista diferente, deixe um comentário para discutirmos o assunto.

Sobre o autor

Ricardo Bernardi

Sou técnico em hardware e desenvolvedor web, e sobre estes dois assuntos comecei a compartilhar aulas e artigos, tornando-me blogueiro em 2008. Em 2010 esse hobby virou profissão, e desde então tenho buscado melhorar e profissionalizar cada vez mais os projetos que mantenho na web.

Comentários

Atualmente temos 7 comentários para este post. Participe você também, clique aqui e comente sobre o assunto.

  • ventura comentou em

    Olá, sou Analista/Programador de ambiente desktop por anos. Resolvi recentemente me preparar para o ambiente web e tentar colocar o tipo de sistema que sempre trabalhei (ERP, controle de estoque, contas a pagar e receber etc etc) na web. Estudei na RBtech, de forma efetiva, o framework Codigniter, o framework css Foundation, o Jquery e finalmente o PHP com OOP e Mysql. Optei por desenvolver um controle de estoque para uma pequena empresa de material hospitar exatamente com o PHP/OOP, juntando o Jquery e o Foundation nesta empreitada. Mesmo estudando o Codeigniter dei preferência para juntar estas três ferramentas, achei mais simples, ou melhor, fiquei mais a vontade com essas ferramentas se interagindo mutuamente. Resumindo, dei preferência ao PHP em detrimento do Codeigniter, apesar de acreditar que "frameworks" são uma tendência.

    Ricardo, se você soubesse o que fiz a partir de suas aulas...Obrigado.

    Att.,
    André Ventura
    52 anos.

    Responder
  • Ceres Campos comentou em

    Olha..vcs não sabem como é duro ter que voltar e começar do zero, principalmente qdo agente depende financeiramente disso...na minha cabeça eu achava que não tinha tempo pra estudar js ou sei lá o que..
    Hum ..agora ..to perdida entre js ..php..c++...credu..uma salada..
    E com prazo pra entregar o maldito pedido eletrônico e pagar as contas..
    Uffa.. desculpa pelo desabafo
    Obrigada pela dica Ricardo

    Responder
  • neto comentou em

    O mesmo serve para o JQuery, gente que não sabe nem que ele é um framework muito menos a linguagem nativa dele é quer aprender a desenvolver, claro que o Jquery é excelente é indispensável nos meus projetos, mas tem que saber pelo menos conceitos básicos de JS para usar

    Responder
  • felipemantoan comentou em

    É uma pena que o mercado esteja assim, dado um dia desses esbarrei com um caso curioso, nós sabemos a importância de um framework, e as capacidades de cada um. Dito isso framework A pra trabalho X se mostra muito bom, enquanto B funciona pra Y e Z. Então vamos para o caso específico:

    Um dia desses me deparei com um rapaz que não sabia, o porque a validação do framework A não funcionava fiz uma serie de perguntas, porém dado um momento vi o formulário, que não passa pelas regras de validação, o formulário não estava indo pra lugar algum.

    Ficaram algumas perguntas:

    1 - Como um erro tão bobo pode passar despercebido?

    2 - Tinha a sensação de que já havia me deparado com aquele código antes, o código foi copiado ou foi baixado de algum lugar?

    3 - Se você não sabe nem o básico PORQUÊ!!!!!!????
    aprender um framework ?

    Desculpe mas vou ser franco sobre isto, se você não fez pelo menos, 5 ou 6 trabalhos (seja pelo menos 3 deles orientado à objetos [ou que o conceito de OO já esteja bem claro pra o programador]), ainda não é a hora de ir pra um framework de aplicação.

    Segue abaixo um artigo bem completo sobre o assunto:

    http://dev.rbtech.info/o-processo-de-criacao-de-sites-formacao-profissional/

    Responder
    • Ótima colocação, inclusive no artigo citado os frameworks são o último passo na formação. Infelizmente tem gente puxando ele para o começo do processo e se dando mal depois.

      Responder

Deixe seu comentário