Como ser um WebDesigner reconhecido e de sucesso

Aviso importante!

Eu sei que você não quer ver propagandas, porém o conteúdo gratuito só está aqui graças a publicidade. Considere desativar o AdBlock para esse site.

Bom estamos aqui para iniciar mais um artigo sobre profissões, só que desta vez não sou eu quem vai escrever os artigos, pois não sou daqueles que gosta de “reinventar a roda”, vamos as explicações primeiro.

Há algum tempo atrás, mais precisamente em 07 de dezembro de 2010 iniciei uma série de artigos falando sobre a profissão de técnico em hardware e comecei as publicações aqui no blog. Alguns dias depois nosso colega Robson do site UpInside iniciou uma ótima seção de artigos nos quais fala sobre a profissão de webdesigner, e são estes artigos que venho aqui indicar para sua leitura.

Não sei se o Robson lê meu blog, se foi influência de minha publicação ou se ele já havia preparado os artigos, e isto também não tem a mínima importância, o que importa é que assim como eu, ele pensou em ajudar pessoas a iniciar uma nova profissão, passando dicas e experiências já vivenciadas durante alguns anos de trabalho.

Ele com certeza pensou em ajudar ao próximo assim como todos nós que produzimos e disponibilizamos conteúdos gratuitamente na web, seja em forma de texto, áudio ou vídeo. Aproveitando quero parabenizar a UpInside por ajudar tantos profissionais da área de web, que diariamente se deparam com os mais diversos problemas em seus projetos.

Sendo assim se você está iniciando como webdesigner, ou se já trabalha há algum tempo, creio que será de grande valia para sua profissão ler os textos já publicados sobre o assunto, veja a lista abaixo:

  1. Como entrar no mercado?
  2. Como vender o site, o que oferecer e como chego lá?
  3. Como formalizar uma proposta de desenvolvimento de site e quanto cobrar?
  4. Etapas, prazos e cronograma de um contrato?
  5. Definições e modelo de contrato de desenvolvimento (adicionado em 21/01/2011)
  6. Preços e prazos de pagamento (adicionado em 04/02/2011)

E você, gostaria de partilhar suas experiências conosco? Que tal escrever um artigo e publicar aqui no blog?

Sobre o autor

Ricardo Bernardi

Sou técnico em hardware e desenvolvedor web, e sobre estes dois assuntos comecei a compartilhar aulas e artigos, tornando-me blogueiro em 2008. Em 2010 esse hobby virou profissão, e desde então tenho buscado melhorar e profissionalizar cada vez mais os projetos que mantenho na web.

Comentários

Atualmente temos 8 comentários para este post. Participe você também, clique aqui e comente sobre o assunto.

  • rodrigo alves comentou em

    complicado é unir assistencia tecnica , programaçao e web , pensso que uma hora se deve desistir por um ou outro , pq seja qual for a aera da informatica , a muito o que estudar , para poder prestar serviço é isso é um tipo de coisa que se voce quer relamente se aventurar esteja ciente que nao mais para-ra de estudar ... a minha luta é unir todo esse aprendizado intercalando em tempos cada area , gosto muito da area tecnica , mas me apaixonei pela programativa , e fico deslumbrado com a web , e ainda tenho uma queda pela eletronica computacional que me faz a estudar pesquisar e a buscar tudo quando a hardwares e drivers etc.. mas ainda espero ser um bom web designer , nao so criando layouts o que adoro , mas sim enchendo os dedos de calo de tanto digitar codigos tags etc ... bom quem madruga Deus ajuda por isso que passo madrugadas inteiras estudando , vendo video aulas ,, e com fireworks ,photoshop,dreamweaver ,delphi,corel studio abertos , meu pc fica 24h no ar ligado direto so saio para ir trabalhar e quando voltou to colado nele .. bom deixe parar se nao vou tc mais do q o artigo do dono do site ,, aushauhau .. Parabéns amigo bom post .. fico eu por aki .. abraço e na Paz .. =)

    Responder
  • JUNIOR T. comentou em

    Oi caros colegas que visitam o Rbtech, não podemos deixar de elogiar a dedicação e persistência do Rbtech em disponibilizar informções de peso para todos os interessados em ser um bom profissional da web. Ainda não assinei por motivos pessoais, mais em breve estarei...Aguardo sempre novidades, e sei que vai aparecer para todos! até mais!!!

    Responder
  • E eu que já trabalhei com patologia clinica, e depois como auxiliar administrativo. Pedi demissão destes 2 empregos igual o ricardo e fiquei mais de 2 anos ganhando bem menos do que eu ganhava nestes empregos.

    Não me arrependo também ricardo.

    Bem sacado essas suas dicas.
    (isso poderia até virar um post heim) o que vc disse sobre largar a profissão ou fazer algo apenas pelo dinheiro

    Responder
  • Concordo plenamente com o Ricardo.

    Eu mesmo trabalho com Marketing, Design Gráfico e Web Design e amo o que faço.
    O importante é você ser o melhor no que faz e não olhar apenas para os ganhos da profissão. Faça o que você ama que você vai fazer o melhor.

    Responder
    • Completando o que o Alessander falou, na minha opinião não há dinheiro que pague você fazer o que gosta.
      Eu mesmo, trabalhava em um escritório de cobrança mas não gostava, queria trabalhar com informática, pedi demissão e fui trabalhar por um salário bem menor. Hoje tenho minha recompensa tanto financeira quanto profissional.

      Responder
  • Michael comentou em

    É isso ai Ricardo, pois a Profissão de Web Designer está sendo Muito Visada pelas pessoas, e isso é bom, pois quanto a internet mais cresce, seus criadores também crescem juntos.

    Não estarei ajudando ao blog com artigos sobre web designer, pois não tenho muito tempo, estou muito ocupado, pois estudo e trabalho, mas quem quiser está ajudando ao blog, e tem tempo diponívem, mandem a ver, pois estará ajudando outras pessoas.

    Um forte abraço a Todos e até a Próxima!

    Responder
    • Obrigado pelo comentário Michael. Sei que é uma profissão muito visada e muito promissora, mas não podemos esquecer das demais profissões ligadas a informática também, pois afinal de contas se todo mundo quiser ser webdesigner quem vai fazer o resto do trabalho?

      O que falta hoje no mercado na verdade são bons desenvolvedores, pois os chamados "sobrinhos" tem de monte por aí. Quando você optar por uma profissão você pode escolher entre ser o melhor ou se apenas mais um. Indiferente da carreira escolhida, estude e se dedique muito a ela. Sucesso!

      Responder

Deixe seu comentário